irmãos

éramos três. o mais velho, um dos seres mais carinhosos que já conheci, era cuidadoso e responsável. me ensinava o nome das cores e dos bichos em inglês. parecia que ele sabia a resposta de todos os mistérios do universo. quando eu crescer, quero ser que nem ele, pensava. já o do meio era o rei das brincadeiras. me levava a tiracolo para todos os cantos. me fazia lutar com o vizinho, me colocava no carrinho de rolimã na descida íngreme e me fazia rir até doer a barriga. hoje tenho tanto dos dois dentro de mim que nem saberia descrever. éramos três mas tínhamos duas festas de aniversário apenas. uma pra mim e uma pros dois, que fazem aniversário muito perto. tão bonitos, tão espirituosos e tão diferentes entre si. um dia eles cresceram e me deixaram sozinha naquele pequeno pedaço de sonho. um dia eu cresci e deixei os dois lá naquele pedaço de saudade. parabéns, meus queridos. felicidades!

51

todo palmeirense de carteirinha ou os fanáticos comentaristas futebolísticos das mesinhas de metal – hoje de plástico amarelo – sabem da querela acerca do campeonato de 51. no ano anterior quiseram fazer dele um campeonato internacional, um dos primeiros do mundo – dizem que pra levantar a moral da geral aqui depois da derrota da copa de 50. fato é que, em 51, o palmeiras ganhou a final da taça rio da juventus (que veio jogar diante da desistência do milan). para comemorar tal feito inédito, somado aos outros campeonatos vencidos pelo palmeiras naquele ano, dois irmãos, donos de uma pequena destilaria no interior do estado de são paulo criaram a palmeiras 51: uma cachaça artesanal engarrafada pelos irmãos piccolo, feita na cidade de santa cruz das palmeiras. os irmãos? meu avô gijo e meu tio tico. obviamente o alcance de venda da cachaça era pequeno e em pouco tempo a destilaria fechou. alguns anos depois, os irmãos müller, de pirassununga, compraram a marca, a fórmula e os equipamentos e mudaram o nome da cachaça para pirassununga 51. não sei se foi uma boa ideia ter fechado a destilaria lá da rua santa cruz…

na rua

guia prático de como fazer amizades aleatórias ou criar empatia com outrem sem muito esforço:
1- seja alta
2- tenha cabelo encaracolado
3- use uma camiseta de caveira
4- ande com uma bola de basquete debaixo do braço.