espumas

Quando coloquei os pés na areia, a primeira onda veio intensa e de tão intensa deixou cheia de espumas minha canela. Levou consigo alguns centímetros da areia debaixo do meu pé. Não liguei. Queria que ela voltasse, e ela, brincando comigo, resolveu dessa vez cutucar de leve a ponta dos meus dedos. Eu continuava lá. Esperando. Afundando. Sabia que ela ia voltar para me refrescar. A espera era fascinante. E ela realmente vinha. Quando queria. E como queria. Mas queria. Quando percebi que de tão afundada na areia comecei a me desequilibrar, ela veio ainda mais uma vez e me arremessou gotas molhadas na roupa até então preservada. Aceitei com a usual complacência por receio de que por qualquer intempérie no ar, ela não quisesse mais voltar. Mas os ventos que emanam do sul de lugar nenhum urdiram urgentes que era hora baixar a maré. A onda já não mais me gotejava. Nem brincava de espumar o meu corpo. De pés fincados me restou somente observar a onda pendurada no horizonte.

Anúncios

eufemismo

eu sou uma pessoa muito fácil porque me encanto fácil pelas coisas. me encanto pela liberdade das pessoas, pelo acorde final de uma música, pelo gosto fresco de uma flor, pelo formato engraçado de uma nuvem, pela descrição de um olhar em um livro ou pelo sorriso de deslumbramento de uma criança. isso faz de mim uma pessoa muito difícil porque eu me encanto fácil pelas coisas.

run

“Stuck inside these four walls,
Sent inside forever,
Never seeing no one
Nice again like you,
Mama you, mama you.

If I ever get out of here,
Thought of giving it all away
To a registered charity.
All I need is a pint a day
If I ever get outta here
If we ever get outta of here

Well, the rain exploded with a mighty crash
As we fell into the sun,
And the first one said to the second one there
I hope you’re having fun.

Band on the run, band on the run.
And the jailer man and sailor Sam
Were searching every one
For the band on the run,
Band on the run

Well, the undertaker drew a heavy sigh
Seeing no one else had come,
And a bell was ringing in the village square
For the rabbits on the run.

Band on the run,
Band on the run.
And the jailer man and sailor Sam
Were searching every one
For the band on the run,
Band on the run

Yeah the band on the run,
Band on the run

Well, the night was falling as the desert world
Began to settle down.
In the town they’re searching for us everywhere
But we never will be found.

Band on the run.
And the county judge who held a grudge
Will search for evermore
For the band on the run,
Band on the run”

(Paul)