das lembranças

chego ao quarto preocupada com o entorse do pé. dona marta, 86 anos, está deitada na cama.

– a senhora precisa de alguma coisa?

– preciso sim, minha filha. pega mais uma cerveja pra mim? gelada.

Anúncios

nua e crua

“- Nossa, como você está bonita! Pele lisa, um brilho no olhar! Está apaixonada, né?

– E lá mulher apaixonada fica mais bonita? Mulher apaixonada sofre, chora, ouve no último volume Elis Regina cantando “Atrás da porta” desesperadamente. Sofre porque ele(a) não veio; sofre porque ele(a) veio e te olhou de atravessado; sofre porque ele(a) te disse coisas que pensou que fossem indiretas para o fim; sofre porque esperava mais sempre. Mulher apaixonada chora a noite toda e acorda acabada, destruída. Acorda com olheiras enormes e com aquele ar de Maysa-meu-mundo-caiu.

– Mas, então, o que é?

– Mulher bonita, minha cara, é a mulher que goza!”

.

(uma homenagem às grandes mulheres que conheço e aos grandes balcões, botecos, cachaças, cervejas, vidas, poesias, conversas, amores e paixões que nos inspiram todos os dias!)

fora do rumo

e hoje era dia de feijoada sob as folhas verdes. mal sabia eu que estava prestes a ganhar um presente insolitamente lindo…

– boa tarde.
– olá, muito prazer.
– qual o seu nome?
– meu nome é vera.
– vera? “vera, eu tive um sonho com você, nossa, sabe a venda? eu tava lá na porta e ouvia você cantando. ‘mas cantando mesmo? que que deu na vera?’ – eu pensava. ‘ela nunca foi disso, será que é ela mesmo? ih, vai ver que ela tá distraída, pois nem é época de cantoria!’. e fui me aproximando, queria ver seu rosto de perto, e vi! você tava tão feliz! quer que eu conte? cê tava tão feliz que eu pensei que cê fosse explodir! eu achei estranho, nós nem tamo em fase de felicidade! ‘o que que deu na vera?’ – então fui perguntar. ‘ô vera, vera, o que é que há com você?’ nossa, cê estava tão entretida, que só cantava, dançava e dizia: ‘cê não vê? é que eu estou enfim apaixonada!’ Vê que absurdo, vera? e nem é época de paixão!’ “.

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=zMZEnJDaWt8